Tenho 31 anos. Meu início na dança foi bem informal. Por volta dos 10 anos, pedi para minha mãe me matricular em uma academia de dança porque eu achava que era bailarina [risos]. Até aos 18 anos fiz aulas de dança e dei aulas para crianças, mas não me voltava para a formação profissional como bailarina. Aos 18 anos decidi fazer prova para a Maria Olenewa, a Escola Estadual de Danças Clássicas do Theatro Municipal do Rio. Fiquei dois anos ali. Eu era bem mais velha que as meninas da minha turma. Fui depois para a DeAnima Ballet Contemporâneo, sob a direção de Richard Cragun e Roberto de Oliveira, onde também fiquei por 2 anos. Fui, em seguida, para a companhia da Deborah Colker. Depois de ter passado 2 anos na São Paulo Companhia de Dança, vim, em 2010, para o Grupo Corpo, no qual permaneci até 2015. No momento, tenho trabalhado com projetos de produção artística e dança.

 Imprimir  E-mail